Importância da Estação Meteorológica na Agricultura

A produção agrícola é totalmente dependente das condições climáticas para uma boa safra. Ambientes controlados, assim como acontecem em safras cultivadas em estufas ou ambientes controlados, neste caso a maioria das atividades agrícolas está mais relacionada às condições atmosféricas. Embora seja muito difícil controlar o clima ao ar livre, monitorar as condições climáticas locais pode ajudá-lo a tomar ações corretivas ou medidas corretivas para minimizar as perdas devido às mudanças nas condições.

A Estação Meteorológica Automática mudou completamente a forma como monitoramos o clima local. A invenção da estação meteorológica automática simplifica muito o processo de registro e análise de dados meteorológicos. Utilizando uma estação meteorológica, podemos monitorar remotamente as condições climáticas e analisar o clima de longo prazo para ajudar a gerar previsões meteorológicas precisas.

O que é uma estação meteorológica?

Uma estação meteorológica automática é formada por um conjunto de sensores utilizados ​​para monitorar vários parâmetros ambientais registra os dados e transmite sem fio via frequência de rádio para algum equipamento terminal (como um PC ou base), onde esses dados podem ser armazenados, acessado e analisados.

Os sensores típicos usados ​​em estações meteorológicas são:

  • Temperatura do ar
  • Umidade
  • Direção e velocidade do vento (anemômetro)
  • Pressão barométrica
  • Radiação global e balanço de radiação (piranômetro)
  • Precipitação / chuva
  • Temperatura do solo
  • Umidade do solo e evaporação

A escolha real do sensor depende das condições meteorológicas, do solo e do tipo de cultura que usará a estação meteorológica. Este é um artigo detalhado que descreve os vários componentes de uma estação meteorológica automática.

Utilização da estação meteorológica em fazendas

Com o passar dos anos, a agricultura está se tornando uma atividade mais avançada, mais científica e mais competitiva. A agricultura é uma atividade de alto risco e alto retorno. Os agricultores progressistas dependem cada vez mais de dados para tomar decisões informadas e mitigar riscos imprevistos.

A estação meteorológica desempenha um papel particularmente importante no cultivo de safras comerciais, como uvas, batatas, chá e café. Agricultores autônomos e empresas agrícolas estão cada vez mais utilizando estações meteorológicas automáticas para obter alguns dos seguintes benefícios:

- Determinar se uma área específica é adequada para o cultivo.

- Proteger as colheitas de condições ambientais adversas, como granizo, excesso ou pouca chuva.

- Ajudar a prever as condições climáticas que podem agravar as doenças das plantas ou causar pragas e invasões de insetos.

As informações da estação meteorológica também são utilizadas para pesquisas afim de otimizar os métodos de irrigação, modelos de controle de pragas e, finalmente, melhorar a qualidade das colheitas. Monitorar a umidade e a temperatura do solo e manter esses parâmetros no nível correto é essencial para culturas comerciais com ciclos de colheita de curto prazo.

A pulverização é igualmente importante, mas é uma atividade cara, especialmente para produtores individuais. As fazendas precisam pulverizar pesticidas regularmente. A falta de pulverização acarretará em redução da produtividade, além de afetar a qualidade e o aspecto do produto, afetando a velocidade de comercialização no mercado. Dados sobre temperatura e velocidade do vento podem ajudar a encontrar o momento certo para pulverizar pesticidas nas plantações. Escolher o horário errado aumentará muito o consumo de pesticidas e o tempo de trabalho.

Para chá, café e outras culturas cultivadas em áreas montanhosas, os parâmetros climáticos de diferentes regiões podem ser bastante diferentes devido às diferenças de altitude, qualidade do solo e declive. Nesse caso, várias estações meteorológicas automáticas devem ser instaladas para rastrear o "microclima" de diferentes partes.